12.13.2012

Dentro de mim

Na colcha azul.
tomada de saudade
desejo...

corpo
volúpia:
dentro de mim
fora de mim
pelos dedos
pelos olhos
pela boca

meu corpo
poros
frestas
lacunas

quero
dentro de mim



vem!

8.26.2012

Facho de Luar

Quando cruzei o portão de casa, acendi a luz, mas logo desliguei: de novo o corredor de entrada estava iluminado por um estreito facho de luar. Só então me dei conta de que o tempo correu...

6.26.2012

Um menino

Não poderia esperar mais. As meninices fazem parte. Eu que de-repente quis ver além delas. Você é apenas um menino! Que pena.

5.15.2012

5.13.2012

Livre

Olha...eu gostei de você e só. De-repente, eu me encantei e me vi plena, cheia de tudo que pode ser você. Nem preciso que esteja aqui e já sinto por mim, por você, por nós. Só sentir e tudo me basta. Mesmo que não te veja mais. Penso: estou livre....finalmente.

4.20.2012

Paixão 2

Como é gostoso não me reconhecer.
Não caber dentro de mim mesma.
Não saber onde começo e onde termina você.

Paixão

É que algo em mim mudou. Um instante fez renascer aqui dentro, algo raro e jamais esperado. Até então, havia abandonado esses procedimentos previsíveis e descontrolados. Optava por seguir uma conduta norteada por princípios que julgava os mais adequados para a momento de vida.
Agora estou entregue, sem dedos, sem medos, sem zelos...